quinta-feira, 14 de maio de 2009

A Paixão das Almas, Ronlyn Domingue

"Imagens de sonho de um amor intemporal



Na Nova Orleães de 1920, a inteligente e destemida Raziela Nolan vive as emoções de um extraordinário caso amoroso quando morre subitamente num trágico acidente. Imediatamente após a sua morte escolhe ficar a meio caminho, num reino que existe para além da vida e antes do que quer que vem a seguir. Deste ponto de observação privilegiado, Razi narra a história do seu amor perdido, e da relação de Amy com Scott, um jovem casal cuja casa assombra setenta anos depois. As peripécias vividas pelos jovens levam Razi a deslindar lentamente o mistério do destino do seu primeiro e único amor, Andrew, e a confrontar-se com um segredo há muito escondido.
A Paixão das Almas entretece duas histórias de amor, trágicas e redentoras, culminando num final inesperado que deixará os leitores sem respiração. Da destemida e progressista Razi, que esconde panfletos ilegais de planeamento familiar nos livros da biblioteca, até à moderna Amy, desenhadora de sites na Internet, prestes a sucumbir ao desgosto, até Eugenia, apanhada a meio caminho desde a Guerra Civil Americana, as personagens deste primeiro romance são ambiciosas e originais, cheias de vida e de encanto Sulista.
A Paixão das Almas é um romance incrivelmente bem concebido que evoca o poder transformador do amor, da memória e do tempo."


Foi por um mero acaso que peguei neste livro, e desde logo o que li na contracapa despertou o meu interesse. Mas a sua leitura superou quaisquer expectativas que tivesse criado. Passou imediatamente a ser um dos meus livros preferidos de sempre.
Com uma narração inteligente, a história é simplesmente arrebatadora. As duas personagens femininas principais, tão parecidas e tão diferentes, mostram uma força e lutam, cada uma à sua maneira, e cada uma num tempo diferente, contra os seus demónios.

A história é narrada por Raziela, que ficou no "entre" da vida e da morte, e que conta, alternadamente, a sua vida antes da sua morte, durante o "entre", e a vida do casal que ela assombra - Amy e Scott. Esta é uma história repleta de emoções, que tanto nos desperta o humor como nos faz chorar. As histórias de amor são narradas de uma forma simples e realista, sem que recorra à vulgar "pieguice", o que na minha opinião confere mais encanto à história.

Recomendo vivamente este romance, uma vez que me despertou um entusiasmo para a leitura como há muito não sentia.


Edição/reimpressão: 2006
Páginas: 378
Editor: Difel
P.V.P. €15,00