terça-feira, 13 de janeiro de 2009

O Perigo Espreita, de Tami Hoag



“Um homem de desejos sombrios, Lucky Doucet – tão selvagem como o pântano da Luisiana que ele considerava o seu lar – era um cajun perigosamente atraente, que nenhuma mulher podia conquistar.
Na sua vida solitária não havia lugar para uma jovem elegante e requintada como Serena Sheridan, mas ele não resistiu à urgência que ela tinha de encontrar o avô desaparecido. Estava disposto a ajudá-la... nada mais. Mas, atraido pela beleza loura de Serena Sheridan, um aventureiro com Lucky não resistiu a brincar com o fogo.
Uma mulher disposta a tua arriscar, Serena sentia-se enervada, desperta e excitada por aquele renegado atraente, cujo olhar a queimava com o seu ardor, mas atrever-se-ia ela a envolver-se com um homem que afirmava não ter coração?
Porém, com um beijo electrizante, a resistência dela transformou-se em desejo. E esse homem solitário e duro veio a descobrir que faria tudo para fazer de Serena a sua mulher.”




“O Perigo Espreita” (título original: Lucky's Lady) foi o primeiro livro de suspense escrito por Tami Hoag, em 1990, e que marcou uma viragem na temática ( publicara em 1988, um romance: The Trouble With J.J ). Considerada a diva do suspense, chega até nós através do Circulo de Leitores.
Este romance aborda a vida de Serena Sheridan, psicóloga, uma mulher calma e racional, embora tenha medos antigos que ainda não estão ultrapassados, que ao regressar a casa junto aos pantanos da Luisiana, se vê enredada em acontecimentos que não queria ter nada a ver. Desprezada pelo avô, de quem veio à procura, e invejada pela irmã gémea, com quem nunca teve uma relação fácil, sabe que apenas conta consigo própria para resolver os problemas de família. Entretanto, conhece Étienne “Lucky” Doucet, um homem amaragurado pelo passado e que leva uma vida solitária nos pântanos. Atraída simultaneamente pela sua beleza selvagem e pela natureza bondosa que ele tentava a todo o custo esconder, Serena envolve-se com Lucky a um nível que sabe ser perigoso para si própria.
Este romance aborda o amor na sua simplicidade, a ganância desmedida, e a crueldade humana, numa escrita envolvente e intrigante que só nos deixa recuperar o fôlego na última linha.
A única critica a este livro remete para o final, que depois de uma acção bem desenvolvida, acaba de forma abrupta.



Edição/reimpressão: 2002
Páginas: 295
Editor: Círculo de Leitores




Destaque ainda para outro romance desta autora, “Paraíso nas Trevas”:


“New Eden, no estado norte-americano de Montana, é um paraíso na terra onde uma mulher morreu no seu inferno particular. Cabe então a Marillee Jennings, ex-estenógrafa judicial, decifrar o enigma da morte da sua melhor amiga. Mas há quem esteja interessado em calar as suas suspeitas. Alguém com segredos que justificam matar - e com poder para transformar esse belo refúgio num Paraiso das Trevas... E, à medida que Marillee escava sob o exterior perfeito de New Eden, descobrir a verdade de repente já não é uma questão de justiça. É a sua única esperança de ficar viva.”




Edição/reimpressão: 2007
Páginas: 424
Editor: Bertrand Editora
P.V.P. € 16,70